<$BlogRSDUrl$>

Tuesday, June 10, 2003

GENTE I - Há na estação de metro do Marquês um personagem que me intriga. Costuma estar entre o tapete rolante e o começo das escadas de acesso ao cais da linha azul, direcção Pontinha. Vende a revista Cais. Rapaz para 30 anos, 1.60m, farta cabeleira, óculos com aros dos maiores e uma expressção que até hoje não consegui perceber. É uma expressão arreganhada a mostrar os dentes e completamente vazia de emoção. Sempre a mesma todas a vezes que nos cruzamos. O que me intriga é não perceber que expressão é aquela. Será uma mera posição facial como outra qualquer, embora peculiar? Ou será aquilo um esboço de sorriso? Um flagrante sorriso amarelo posto para atrair clientela? É que assim não consigo decidir se simpatizo com o rapaz ao não.
PORTUGAL - Neste 10 de Junho declaro que sendo português gosto muito do meu país. Mas não tenho qualquer pudor em dizer que se o seu fim ou dissolução trouxer beneficio às populações que nele vivem, para mim será tão fácil como mudar para o Euro. Sem que isso implique renegar ou esquecer o passado. Não acredito que as nações durem para sempre. O que quero é uma transformação por decisão politica e não pela guerra ou pela revolução. Por isso agrada-me a ideia de Europa, e por isso agrada-me a ideia de globalização. Mas repito, se dai sair um beneficio para as populações. Para todas, claro.

Saturday, June 07, 2003

ESTÁ AI ALGUÉM? - Estamos abertos ao comentário a ao debate em o_curioso@hotmail.com. Isto é, se estiver ai alguém.
DIFERENTE DE QUÊ? - Boaventura Sousa Santos falava hoje na TSF sobre as longas horas de discussão que precederam o FSP. Supreendentemente, não discussões sobre os temas do Fórum, mas discussões sobre quem devia ou não devia participar a que nem Soares escapou. Tudo temperado com rivalidades pessoais, ressentimentos históricos e ódios de estimação. Talvez um mundo diferente seja possivel, mas acho muito pouco provavel.
FINO - Anda gente escandalizada com o facto de Carlos Fino ter sido posto na prateleira. Para o caso pouco me importa se a coisa é justa ou injusta. O que não percebo é a razão que leva Fino a deixar-se emprateleirar em vez de procurar patrão que o mereça, uma vez que competência profissional não lhe falta. Ou talvez perceba. É a tradição de um povo que logo que pode se agarra à teta do estado e se garante para o resto da vida. Tudo a seguir é opressão e exploração.

Thursday, June 05, 2003

SEXTA - Amanhã é sexta. Qual será a bomba desta semana?
DEPRIMIDO MOI? - Os politicos e os jornalistas insistem em dizer que o pais está deprimido. Deprimidos estão eles que andam a ser postos na linha. Eu cá acho que o povo já não se divertia tanto desde o Gonçalvismo. Não há reality show que se compare.
TENHAM CALMA - As armas de destruição massiva hão-de aparecer. Estão naturalmente muito bem escondidas, como aliás está também Saddam Hussein. Ou também não acreditam que ele exista?

Friday, May 30, 2003

O TAL CANAL - A Playboy TV, um canal que bate aos pontos qualquer outro em people e em arte, apresentou hoje o concurso de Miss Playboy TV. E para meu grande espanto descubro que uma das concorrentes é portuguesa! Chama-se Carla Matadinho. Um 1.65m de mulher, perfeitamente moldado num clássico 80-60-80. E nós aqui sem saber nada! E porquê? Porque os nossos media não sabem fazer mais nada que não seja falar de paneleiros e pedófilos, provocar intrigas entre políticos ou cromos da bola ou explorar de lágriminha no olho e dente serrado o espectáculo da miséria dos outros. E no meio de tanta merda o país passa ao lado do que de melhor se cria nesta terra.
Numa época em que se discute insistentemente a definição de serviço público e o destino a dar ao canal 2, aqui está escarrapachada a solução. Um canal de inspiração Hefneriana. Cura-se um pais deprimido, devolvia-se-lhe a confiança e talvez assim, quem sabe, não haveria mais necessidade de correr o país a prender transviados que andam por ai aos gaiatos.

Thursday, May 29, 2003

O ATRASO - Um dos sinais claros do nosso atraso como país, é a raridade com temos acesso visual às qualidades fisicas das sex symbols nacionais. Os Americanos têm uma Sharon, ou uma Angelina entre tantas e tão boas. Os Canadianos têm um Pamela. Os Ingleses uma Hurley. Os brasileiros uma Debora Seco e práticamente qualquer atriz de novela. Não temos sequer uma edição nacional da Playboy, muito provavelmente por falta de matéria prima. Se queremos estar no pelotão da Europa as Catarinas e as Barbaras deste país terão de dar o corpo ao manifesto. E não basta aparecer por essas "Marias" para homens com uns shorts apertadinhos.
INFALIVEL - O artigo de Rosas comentado na Coluna Infame por Pedro Mexia, é um exemplo paradigmático do discurso da esquerda, em especial a mais radical. Sou capaz de jurar que este discurso obedece a uma única e simples regra : Ataca os teus adversários com os argumentos que se aplicam contra ti.
Devia existir uma directiva comunitária a proibir clubes Italianos de contratar jogadores estrangeiros. É um revoltante desperdicio de talento e um insulto ao futebol. Abençoado Real, abençoado Manchester.

Monday, May 26, 2003

THE BLANK SLATE Em busca do conhecimento cientifico sugerido pelo ABRUPTO decidi atravessar o oceano e assistir a uma conferência de Steven Pinker no MIT . Tratava-se de apresentar o livro The Blank Slate - The Modern Denial of Human Nature. Basicamente, e ao contrário do consenso geral, Pinker defende a teoria de que ao nascermos não desenvolvemos a nossa mente a partir do zero. E vai mais longe ao defender a existência de um mecanismo darwiniano que baliza a priori o nosso perfil psicológico (Evolutionary psychology) Foi então que me veio à cabeça Felgueiras e a pergunta : Afinal foi nisto que deu 800 anos de fronteiras consolidadas?
HUMOR 2 Se esta fosse a terra de Leno, Letterman ou Conan teriamos monologues e gargalhadas para duas décadas. Infelizmente esse é um humor que por cá, na melhor das hipoteses, não passa para além dos cafés. Falta de senso de humor? Falta de coragem? Falta de talento? Nem o Herman acerta no modelo. Resta-nos ir todos os dias para cama com o sabor a Telejornal na boca.
HUMOR. Concordo totalmente com o Gato Fedorento na questão do Humor. O humor não tem limites e tem só uma regra : ter graça. Quando se entra em território sensivel o drama está em não existir meio termo. A uma boa graça tudo se desculpa. Não ter graça é miserável e não tem perdão.
Impunha-se incluir nos Globos de Ouro o prémio "I did not have sexual relations with..." Candidatos não faltam.
A lista "POP" que Mcguffin apresenta não tem qualquer nexo. Não sei que nome dar à lista, mas POP é POP e tirando uma ou outra execpção não vejo lá POP nenhum.

Sunday, May 25, 2003

Irra, nunca mais começa o campeonato!
Depois de ver o Solnado na SICnoticias pergunto : O que é que se vai fazer a cinco teatros no Parque Mayer com um Casino a milhas?
Ou muito me engano ou este ano nao havera silly season.
Independentemente de quem e o que, fica demonstrado que para Manuel Alegre, "sentido de estado" e uma mera figura de retorica. Qualquer que seja a verdade, ha uma coisa que de facto nao pode acontecer - a derrocada do poder judicial - mesmo que todos estes acontecimentos sejam realmente resultado de inconsciencia, irresponsabilidade, etc etc. A avaliar pelos Felgueirenses, que nao sao nem mais, nem menos portugueses que os outros, o que acontecera pelos tribunais deste pais se de repente os juizes passarem a gozar do mesmo respeito que um arbitro de futebol?! Portanto os srs politicos que se aguentem e joguem agora com as regras que eles proprios criaram ou nao alteraram. Por mais doloroso que seja, ter aqui sentido de estado e acima de tudo proteger o regime democratico, sustentando-o para ja e reformando-o depois, se necessario.


Este blog não sabe em que categoria cai. Cada post vale por si e são apenas notas sobre o que se vai passando neste jardim à beira mar entalado.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?